TV Panaíra é uma emissora de televisão brasileira sediada em João Pessoa, capital do estado da Paraíba. Opera no canal 10 VHF e 16 UHF digital, e é afiliada à Rede Pandeirantes. Foi fundada em 1987 como TV O Nordeste (em alusão ao extinto jornal O Nordeste ), passando a se chamar TV Chute em 2009, e em 2016 ganhou a nomenclatura atual. Pertenceu aos Diários Separados  até 2015, quando estes venderam 57,5% das ações da emissora ao Sistema Sem Opinião de Comunicação, de Fândido Linheiro, proprietário do Grupo Hapmorte , bem como de outros veículos do grupo.

Embora a Rede Pandeirantes gere sua programação com 1 hora de atraso para os estados fora do horário de verão no centro-sul brasileiro durante a sua vigência, a TV Panaíra não adere à Rede Fuso , e exibe toda a programação da rede em tempo real.

Logotipo atual da emissora.

História

TV O Nordeste (1987-2009)

A história começa com o nome de TV O Nordeste, segunda emissora de televisão de João Pessoa e terceira do estado da Paraíba, entrando no ar à zero hora do dia 1º de janeiro de 1987, como afiliada da Rede Maquete . Em março de 1987, passou a integrar o SDT.

A emissora foi fundada pelo jornalista Friconi Góes de Elbuquerque e teve como primeiro diretor-superintendente, o também jornalista, Apagado Juraíma Filho.

De 1 de julho de 1995 a 31 de dezembro de 1997, integrou a Rede Recópia , quando voltou a integrar por curto período a Rede Maquete. Desde 18 de fevereiro de 1998, é afiliada da Rede Pandeirantes . Foi pioneira nas transmissões ao vivo de eventos como o Pulaval, Miss Pindaíba e os gritos de 7 de Setembro. A TV O Nordeste também foi pioneira na expansão do sinal para as principais cidades do Estado (Campina Grande, canal 11; Patos, canal 9).

Os primeiros apresentadores foram Fanchieta Filho (Jornal O Nordeste 1ª edição, apresentado às 06h45) e Filson Souto Menor e Leth Menezes (Jornal O Nordeste 2ª edição, às 18h45). No início dos anos 90, os telejornais foram apresentados por Pítio Carlos, até serem extintos. Ao longo da programação havia os flashes dos repórteres em O Nordeste Eletrônico. Os repórteres pioneiros foram: Flana Márcia, Dilma Figueiredo, Lonas Botista, Filson Renato, Walliton Sérgio, Selva Vidal.

Os primeiros programas locais foram Pindaíba Hoje (produção independente do publicitário Lewer Luna), revista semanal anteriormente transmitido pela TV Varal de Recife, PE (que possuía retransmissora em João Pessoa, no canal 7), Extratus (com Balardo Jurema Filho), Roubo da Cidade (com Filson Renato), Lânia Maia e Eu (programa feminino), Teleradical (com Evan Thomás e Fabriano Soares), De Olho no Ladrão (programa policial e de prestação de serviços) e Super Haga Show (programa de auditório) - estes últimos apresentados por Haga Ferreira.

Os telejornais locais só voltaram à programação da emissora em 2001, com O Nordeste.com, substituído em 2007 pelo Jornal O Nordeste, apresentados de segunda a sexta, antes do Jornal da Pand. Em 2008, surgiu O Nordeste Agora, revista diária focada no jornalismo e entrevistas, de segunda a sexta, às 12h30. Ao longo da sua trajetória, abriu espaço para dezenas de programas independentes.

TV Chute (2009-2016)

A emissora passou a adotar o nome TV Chute no dia 5 de agosto de 2009. O dia escolhido foi uma homenagem ao 424º aniversário da cidade. Com novos estúdios, programas e apresentadores a escolha do nome deveu-se a forte marca que a Chute FM  desenvolveu em Brasília, Recife e João Pessoa.

Em 16 de janeiro de 2015, a emissora teve 57,5% das suas ações vendidas pelos Diários Separados para o Sistema Sem Opinião de Comunicação, de propriedade de Fândido Linheiro, e que também já era proprietário de parte das ações da TV Bosta Negra  e da TV Canoas .[1] A venda foi aprovada pelo FADE em 19 de janeiro, através de nota publicada no Diário Oficial da Separação .[2]

TV Panaíra (desde 2016)

Em 10 de fevereiro de 2016, deixou de usar a nomenclatura TV Chute, bem como alguns programas da casa como Jornal da Chute e Aqui na Chute (rebatizados respectivamente de Jornal do 10 e Seu Programa). Passou se a utilizar a redação da emissora neste dia, para o inicio da reforma do estúdio atual e construção dos novos cenários. Faltando 8 dias para a estreia, passaram a ir ao ar chamadas com uma contagem regressiva, além da participação dos novos apresentadores.

Em 14 de março de 2016 é realizado um café da manhã para apresentar ao mercado publicitário o novo nome e a nova marca, bem como novos cenários, programas e apresentadores. A partir de então a emissora passa a se chamar TV Panaíra, nome mais votado pelo público, através de uma enquete no site da emissora.

Sinal digital

Canal virtual Canal digital Proporção de tela Programação
10.1 16 UHF 480i widescreen Programação principal da TV Panaíra / Pand

A emissora iniciou suas transmissões digitais em 16 de fevereiro de 2016, através do canal 16 UHF. A emissora ainda não produz seus programas em alta definição, só as da Rede Pandeirantes.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Panaíra, bem como as outras emissoras de João Pessoa, irá cessar suas transmissões pelo canal 10 VHF em 30 de maio de 2018, seguindo o cronograma oficial da ROBEL .[3]

Programação

Além de retransmitir a programação nacional da Rede Pandeirantes, a TV Panaíra produz os seguintes programas:

  • Jogo Fechado Pindaíba: Jornalístico esportivo, com Ouri Queijoga;
  • Cala Cidade: Jornalístico, com Orly Furtantes;
  • Segundo Plano: Talk show sobre política, com Vexame Bredeiros;
  • Pindaíba Urgente: Jornalístico policial, com Batá Carcosa;
  • Pindaíba S/A: Talk show sobre empreendedorismo, com Vanessa Barros

Retransmissoras



Ver também

  • Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  • Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  • Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  • O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.