FANDOM


m (SenhordaCover234 moveu página TV Recópia São Paulo para TV Ócio)
 
Linha 1: Linha 1:
#REDIRECIONAMENTO [[RecópiaTV São Paulo]]
+
'''TV Ócio''' é uma [[emissora de televisão]] [[brasil]]eira sediada em [[Macapá]], capital do estado do [[Amapá]]. Opera no canal 10 (35 [[UHF]] digital), é afiliada à [[RecópiaTV]]. Atualmente, a emissora gera cinco produções locais, sendo três jornalísticas e duas de entretenimento, todas em HD.
  +
  +
== História ==
  +
A então TV Marco Zero foi inaugurada no dia [[4 de maio]] de [[1988]], e retransmitia a programação do [[Sistema Brasileiro de Televisão]]. Na época, pertencia às Organizações José Alcolumbre.
  +
  +
Em [[1997]], as Organizações José Alcolumbre inauguram a [[TV Amazônia (Macapá)|TV Amazônia]], a segunda emissora de televisão do grupo, que na época era afiliada à [[RecordTV|Rede Record]]. Em [[2000]], ocorre uma troca de afiliação em ambas as emissoras: a TV Amazônia passa a retransmitir o sinal SBT, e a TV Marco Zero passa a retransmitir o da Record.
  +
  +
Em [[2005]], as Organizações José Alcolumbre vende 25% da TV Marco Zero para o Grupo Gazeta de Comunicação, de propriedade de Jorge Amanajás e Sillas Assis Júnior. E no dia [[20 de dezembro]], a emissora muda seu nome para TV Gazeta-Marco Zero, que passa a transmitir seu sinal, também, para os municípios de [[Mazagão (Amapá)|Mazagão]] e [[Santana (Amapá)|Santana]]. A mudança contou com as presenças do então presidente da República, [[Luiz Inácio Lula da Silva]], do senador e ex-presidente [[José Sarney]] e do então presidente da Rede Record, [[Alexandre Raposo]].
  +
  +
Em [[18 de junho]] de [[2012]], a emissora muda seu nome para TV Equinócio.
  +
  +
A emissora transmitiu, durante 2 anos (2014 e [[2015]]), os desfiles das escolas do grupo especial e de acesso do carnaval amapaense, no Sambódromo. Em [[2017]], a emissora fez a transmissão ao vivo do carnaval de blocos, durante os dois primeiros dias do evento.
  +
  +
No dia 17 de agosto de 2019, a TV Equinócio promoveu o evento "TV Equinócio na Pista 2019", fazendo história ao ser a primeira televisão amapaense a realizar a transmissão ao vivo de uma corrida de rua.
  +
  +
== Sinal digital ==
  +
{| class="wikitable"
  +
! [[Canal virtual]] !! Canal digital !! [[Resolução de imagem|Resolução de tela]] !! Programação
  +
|-
  +
| 10.1 || 35 [[UHF]] || [[1080i]] || Programação da TV Equinócio / Record TV
  +
|}
  +
A emissora lançou seu sinal digital no dia [[21 de setembro]] de [[2013]], retransmitindo, tanto a programação nacional, quanto a local, em HD.
  +
  +
; Transição para o sinal digital
  +
Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Equinócio, bem como as outras emissoras de [[Macapá]], cessou suas transmissões pelo canal 10 [[VHF]] em [[14 de agosto]] de [[2018]], seguindo o cronograma oficial da [[ANATEL]].
  +
  +
== Programas ==
  +
Além de retransmitir a programação nacional da RecordTV, a TV Equinócio produz os seguintes programas:
  +
  +
* '''''[[Balanço Geral|Balanço Geral AP Manhã]]''''': [[Programa jornalístico|Jornalístico]], com Silvio Motta;
  +
* '''''[[Balanço Geral|Balanço Geral AP]]''''': Jornalístico, com Luis Eduardo;
  +
* '''''[[Cidade Alerta|Cidade Alerta AP]]''''': Jornalístico policial, com Luiz Trindade;
  +
* '''''AP Record''''': [[Telejornal]], com Sérgio Bringel
  +
*''Programa Tudo Por Você.''
  +
  +
== Equipe de apresentadores ==
  +
* Ellen Santana
  +
* Lanna Coelho
  +
* Luis Eduardo
  +
* Luiz Trindade
  +
* Narjara Costa
  +
* Rodrigo Sales
  +
* Haroldo Santos
  +
  +
== Controvérsias ==
  +
Em 21 de setembro de 2013 a emissora pôs no ar o seu sinal digital, mas a mesma não tinha até então a concessão do canal em que transmitia, conseguindo a concessão do mesmo somente em 2014.
  +
  +
Em [[25 de outubro]] de [[2014]], às vésperas da eleição, a emissora foi retirada do ar pelo prazo de 24 horas por determinação do juiz eleitoral Cassius Clay, do TRE-AP. Segundo o juiz, a emissora descumpriu a lei eleitoral nº 9504 de 30/09/1997, que impede que as emissoras façam propaganda a favor e contra os candidatos políticos. O fato ocorreu porque o apresentador do Balanço Geral AP, Luis Eduardo, fez duras críticas e pediu para a emissora por no ar um vídeo que demonstrava suposta compra de voto feita pelos integrantes do governo do estado para Camilo Capiberibe ([[Partido Socialista Brasileiro|PSB]]-AP). A emissora retornou ao ar no dia [[26 de outubro]].<ref>{{Citar web|titulo=TRE tira afiliada da Record do ar por desobediência à Lei Eleitoral|url=http://natelinha.uol.com.br/noticias/2014/10/26/tre-tira-afiliada-da-record-do-ar-por-desobediencia-a-lei-eleitoral-81600.php|obra=NaTelinha|acessodata=2019-06-04|lingua=pt-br}}</ref>
  +
  +
{{Referências}}
  +
  +
== Ligações externas ==
  +
* {{Oficial|http://www.tvequinociohd.com.br}}
  +
* {{Facebook|TvEquinocio}}
  +
* {{Instagram|tvequinocio}}
  +
  +
{{esboço-tv-br}}
  +
{{Bloco de navegação
  +
|Canais de TV de Macapá
  +
|Televisão no Amapá}}

Edição atual tal como às 16h25min de 3 de junho de 2020

TV Ócio é uma emissora de televisão brasileira sediada em Macapá, capital do estado do Amapá. Opera no canal 10 (35 UHF digital), é afiliada à RecópiaTV. Atualmente, a emissora gera cinco produções locais, sendo três jornalísticas e duas de entretenimento, todas em HD.

História Editar

A então TV Marco Zero foi inaugurada no dia 4 de maio de 1988, e retransmitia a programação do Sistema Brasileiro de Televisão. Na época, pertencia às Organizações José Alcolumbre.

Em 1997, as Organizações José Alcolumbre inauguram a TV Amazônia, a segunda emissora de televisão do grupo, que na época era afiliada à Rede Record. Em 2000, ocorre uma troca de afiliação em ambas as emissoras: a TV Amazônia passa a retransmitir o sinal SBT, e a TV Marco Zero passa a retransmitir o da Record.

Em 2005, as Organizações José Alcolumbre vende 25% da TV Marco Zero para o Grupo Gazeta de Comunicação, de propriedade de Jorge Amanajás e Sillas Assis Júnior. E no dia 20 de dezembro, a emissora muda seu nome para TV Gazeta-Marco Zero, que passa a transmitir seu sinal, também, para os municípios de Mazagão e Santana. A mudança contou com as presenças do então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, do senador e ex-presidente José Sarney e do então presidente da Rede Record, Alexandre Raposo.

Em 18 de junho de 2012, a emissora muda seu nome para TV Equinócio.

A emissora transmitiu, durante 2 anos (2014 e 2015), os desfiles das escolas do grupo especial e de acesso do carnaval amapaense, no Sambódromo. Em 2017, a emissora fez a transmissão ao vivo do carnaval de blocos, durante os dois primeiros dias do evento.

No dia 17 de agosto de 2019, a TV Equinócio promoveu o evento "TV Equinócio na Pista 2019", fazendo história ao ser a primeira televisão amapaense a realizar a transmissão ao vivo de uma corrida de rua.

Sinal digital Editar

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
10.1 35 UHF 1080i Programação da TV Equinócio / Record TV

A emissora lançou seu sinal digital no dia 21 de setembro de 2013, retransmitindo, tanto a programação nacional, quanto a local, em HD.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a TV Equinócio, bem como as outras emissoras de Macapá, cessou suas transmissões pelo canal 10 VHF em 14 de agosto de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.

Programas Editar

Além de retransmitir a programação nacional da RecordTV, a TV Equinócio produz os seguintes programas:

Equipe de apresentadores Editar

  • Ellen Santana
  • Lanna Coelho
  • Luis Eduardo
  • Luiz Trindade
  • Narjara Costa
  • Rodrigo Sales
  • Haroldo Santos

Controvérsias Editar

Em 21 de setembro de 2013 a emissora pôs no ar o seu sinal digital, mas a mesma não tinha até então a concessão do canal em que transmitia, conseguindo a concessão do mesmo somente em 2014.

Em 25 de outubro de 2014, às vésperas da eleição, a emissora foi retirada do ar pelo prazo de 24 horas por determinação do juiz eleitoral Cassius Clay, do TRE-AP. Segundo o juiz, a emissora descumpriu a lei eleitoral nº 9504 de 30/09/1997, que impede que as emissoras façam propaganda a favor e contra os candidatos políticos. O fato ocorreu porque o apresentador do Balanço Geral AP, Luis Eduardo, fez duras críticas e pediu para a emissora por no ar um vídeo que demonstrava suposta compra de voto feita pelos integrantes do governo do estado para Camilo Capiberibe (PSB-AP). A emissora retornou ao ar no dia 26 de outubro.[1]

Referências

Erro de citação: Marca <references> inválida;

só o parâmetro "group" é permitido.

Utilize <references />, ou <references group="..." />

Ligações externas Editar

Predefinição:Esboço-tv-br


Erro de citação: existem marcas <ref>, mas nenhuma marca <references/> foi encontrada
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.