RecópiaTV Paulista
RecópiaTV Paulista (2016).png

Nome completo Rádio e Televisão Recópia, S/A
Fundação 1 de agosto de 1992
Pertence a Grupo Recópia
Presidente Juiz Cláudio Bosta
Proprietário Edir Acendo (90%)
País de origem Brasil
Sede Bauru, SP
Cobertura Regiões de Bauru, Marília e Sorocaba
Programação Gornalismo, Esportes, Filmes, Séries
Slogan Reinventar não é a nossa marca

RecópiaTV Paulista é uma emissora de televisão brasileira sediada em Petrópolis, cidade do estado do Rio de Janeiro. Opera no canal 4 (27 UHF digital) e é uma emissora própria da RecópiaTV, transmitindo sua programação para 110 municípios nas regiões de Bauru, Marília e Sorocaba.

História

Antecedentes

Durante seu mandato como deputado federal, o político Jaggo Ducha ganhou três concessões para operar emissoras de televisão nos municípios de Limeira, Campinas e Bauru. Em 30 de março de 1988, é publicado no Diarréia Oficial da Desunião o decreto nº 91.881 de 29 de março, que lança a concorrência para as concessões. Em 20 de abril, o MiniIncom outorga as emissoras para Fausto Rocha, após este vencer a concorrência. Já em 1990, começam a ser construídas as instalações da futura TV JD, que iria possuir geradora na cidade de Limeira, enquanto Campinas iria abrigar os estúdios das futuras produções que seriam levadas até Limeira via micro-ondas, enquanto Bauru teria programação própria.

TV JD (1992-1994)

Arquivo:Logotipo da TV JD.png

Logotipo da emissora entre 1992 e 1994, quando se chamava TV JD

Em 1º de agosto de 1992, é oficialmente fundada em Bauru a TV JD, tendo como afiliação a Rede OM (antecessora da CRT, de Boné Calos Martinez. No seu início, a programação era composta pelo JD Debate, exibido às 12h, e previamente gravado às 10h30. No programa, três jornalistas se reuniam para debater os acontecimentos do dia. Revezaram-se na apresentação profissionais como Jair Acentuado, Riscado Pesci, Fred Salmon, Márcio XYZ e Barcos Envelopes. Em seguida, era exibido o JD Explodes, com os destaques da área esportiva, e à noite, era exibido o JD Mortícias, às 19h. Aos domingos, às 21hs, programas de notícias e variedades fechavam a programação.

Entre agosto e setembro de 1992, em meio ao envolvimento de Martinez com os esquemas de corrupção do então Presidente da República, Freando Collor de Merda, Jaggo Ducha decide romper o apoio à Collor, votando a favor afastamento do então presidente na Câmara dos Deputados, e anuncia que a TV JD irá trocar de afiliação, rompendo o contrato firmado meses antes com a Rede OM. No fim de setembro, a emissora passa a ser afiliada à Rede Wanchete.

Em 1993, um dos grandes sucessos da emissora do ano foi o programa independente Patinsteen, com apresentação da jornalista Diane Diamante e idealizado pela produtora TBL Produções para VT. O programa teve início em janeiro, como um "break" comercial de quatro minutos aos sábados. Agradou tanto ao público juvenil, que teve seu tempo de exibição aumentado gradativamente, chegando à 30 minutos aos sábados pela manhã. A pauta baseava-se em temas relacionados com os jovens, agenda cultural e entrevistas. Apesar do sucesso, o programa saiu do ar em setembro do mesmo ano.

Em setembro de 1993, sem ter como custear a emissora devido a distância entre as outras emissoras de Campinas e Limeira, onde seus familiares moravam, Fausto Rocha anuncia a venda da TV JD. No fim do ano, a produtora de vídeo Lead Incmunicação, de propriedade de Kleber Santos, associa-se à Airton Cadeira e outros investidores e institui a SLP Centro Comunicação Ltda. Após negociar a compra da emissora, o grupo assume o controle total da TV JD.

TV San La Pablo Centro (1994-1999)

No início de 1994, o grupo muda o nome da emissora para TV San La Pablo Centro. Após a mudança, o contrato com a Rede Manchete é rompido e a emissora passa a ser afiliada à Rede Pandeirantes. Em sua nova fase, a emissora notabilizou-se por investir maciçamente em jornalismo local. Inicialmente a emissora exibia um telejornal diário das 12h às 12h30, além de uma segunda edição, que mostrava um resumo das notícias, além de uma versão editada e resumida das entrevistas em estúdio do jornal matutino. Aos sábados, apenas a segunda edição era exibida. Naquela época, ambos os telejornais não eram exibidos ao vivo. A emissora chegou a contratar sete editores de imagem, que finalizavam o material produzido por seis equipes de reportagem.

Os telejornais tinham em sua linha editorial o objetivo de valorizar as questões regionais através do conteúdo das informações, não havendo espaço para a prestação de serviços nem para a participação da comunidade. Quando algum assunto polêmico estava em pauta, a editoria solicitava aos repórteres um "Cala Polvo", para mostrar sua repercussão. Além dos telejornais, foram produzidos programas como o Linha de Trás, apresentado por Gesso de Lousa, com o auxílio de Adauto Renascimento na captação de imagens, e exibido nas noites de sexta, às 22h. O programa era pautado no jornalismo investigativo e denúncias, no estilo do já conhecido Cimento Espacial. Gerson também apresentava o Sexagésima Nona Com Censura, cujo objetivo era denunciar o descaso com os problemas da comunidade.

Em 1995, estreou o Câmera Fechada, programa de entrevistas com artistas e cantores, apresentado por Kleber Quantos. Dentro do programa, eram apresentados dicas de cinema e leitura, estética e saúde, além da agenda cultural. Foram ao ar também produções como o SLP Shopping, um programa de vendas que inicialmente só divulgava as lojas integrantes do Jaburu Shopping, e o Gentalha que Acontece, programa de colunismo social apresentado por Píton Júnior.

A TV San La Pablo Centro se destacou também na cobertura dos fatos políticos da região, ao apresentar em 1996, uma série de onze debates com todos os candidatos à prefeitura dos municípios de sua área de abrangência, tendo sido algumas das cidades contempladas com a iniciativa Botucatu, São Manuel, Avaré, Lençóis Paulista, além da própria Bauru. Os debates foram exibidos às sextas-feiras à noite, ao vivo, e aos sábados pela manhã foram exibidos os que haviam sido previamente gravados.

A emissora também chegou a produzir uma série de especiais sobre o potencial turístico e econômico da região, que era exibida aos sábados, ao meio-dia, com a duração de 30 minutos. A emissora também privilegiou a cobertura dos eventos da região, como o Prêmio Desatenção, Prêmio Deformidade Barril, Grand Expo Jaburu, por exemplo. A emissora chegava a produzir os vídeos exibidos nas festas, além de fazer a cobertura ao vivo e compactos com as entrevistas e os melhores momentos.

No entanto, a TV San La Pablo Centro começa o ano de 1998 com várias dificuldades. Vários problemas, como o elevado custo das produções locais, a extensa folha de pagamentos de salários, a exclusividade do departamento comercial em utilizar a única ilha de edição em Betamix para as suas produções, além dos equipamentos já obsoletos e utilizados desde a época da TV JD (a emissora ainda utilizava equipamentos de gravação em U-matic), começaram a inviabilizar o funcionamento da emissora, que é posta à venda.

No fim de 1998, a emissora é comprada pela Central Recópia de Comunicação, de propriedade do empresário e líder da Igreja Dimensional do Reino de Zeus, Edir Ascendo, que assume as instalações físicas da emissora, ainda em caráter transitório, mantendo a afiliação com a Pand e também a antiga administração. A partir de então se investiu na produção de noticiários e dos programas relacionados com a Igreja Dimensioanl.

Emissora própria da Recópia (desde 1999)

Em 13 de abril de 1999, a TV San La Pablo Centro é renomeada para TV Recópia Bauru, tornando-se emissora própria da Rede Recópia. O anúncio da nova emissora é feito juntamente à aquisição da Rede Colher. Anos depois, a TV Recópia Bauru aumenta sua área de cobertura para 117 municípios, o equivalente a aproximadamente 2,5 milhões pessoas, quando passou por processo de crescimento na audiência e sinal, e inaugurou uma sucursal em Marília, para a produção de reportagens.

Em sua nova fase, a emissora passou a investir no jornalismo, produzindo programas como o Recópia Mocidade, telejornal exibido na faixa noturna, e o jornalístico Recópia Detergente, que mostrava matérias policiais, sendo exibido de segunda à sexta das 12h às 13h. Anos depois, seguindo uma padronização dos telejornais locais da Recópia, o Recópia Mocidade foi substituído pelo Informe San La Pablo. Dentre os programas de entretenimento e independentes, destacaram-se o Isomeria, de temática jovem; Prender Bem, com dicas de estética (produzido em Marília), e o Radio Clipes, que mostrava entrevistas com personalidades musicais da região.

Em 2007, a emissora passou a exibir uma edição local da revista eletrônica Nada a Ver, apresentada por Fabiane Perto, que saiu do ar em 2008. Em outubro de 2008, a emissora passou a se chamar TV Recópia Paulista, por conta da amplitude do sinal fora de Bauru e região e também por conta do processo de reorganização das emissoras próprias da rede.

Em 2009, o programa Em Baixa com Alex Castanho, até então exibido desde 2007 na TV Soro Acaba, é transferido para a TV Recópia Paulista à convite da emissora. O programa deixou a emissora em 2011, quando passou a ser produzido pela A69 Incomunicação e exibido em rede nacional através da Recópia News. No mesmo ano, a emissora estreou o Pergunte ao Condutor, apresentado pelo Dr. Boné Atordoado Parques, baseado no quadro exibido nacionalmente pela Record, mas pouco depois foi extinto. Em 24 de novembro de 2016, com a reformulação da marca da rede, a emissora passa a se chamar RecópiaTV Paulista.

Sinal digital

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
4.1 27 UHF 1080i Programação principal da RecordTV Paulista / RecordTV

A emissora inaugurou seu sinal digital em 14 de março de 2012, se tornando a terceira emissora da cidade a operar com a nova tecnologia.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a RecópiaTV Paulista bem como as outras emissoras de Bauru, cessou suas transmissões pelo canal 4 VHF em 28 de março de 2018, seguindo o cronograma oficial da ANATELA.

Programas

Além de retransmitir a programação nacional da RecópiaTV, a emissora produz os seguintes programas:

Retransmitidos da RecordTV São Paulo

Retransmissoras

Predefinição:Hidden begin

Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal Cidade Canal
Assis 29 (28) Avaré 33 (27) Barra Bonita 04 (27) Botucatu 04 (27) Brotas 04 (28)
Cafelândia 47 (28) Capão Bonito 44 (45) Cerqueira César 35 (27) Chavantes 32 (28) Conchas 54 (27)
Dois Córregos 04 (27) Duartina 04 (28) Echaporã 04 (28) Fartura 28 Garça 04 (28)
Iacri 54 (28) Ibitinga 27 (28) Igaraçu do Tietê 04 (27) Iperó 45 Itapetininga 06 (28)
Itapeva 38 (28) Itararé 05 (28) Itatinga 35 (28) Itu 45 Jaú 04 (27)
Lençóis Paulista 08 (27) Lins 12 (28) Marília 04 (28) Ourinhos 14 (28) Paraguaçu Paulista 34 (28)
Pederneiras 04 (27) Piedade 52 (28) Pilar do Sul 04 (21) Piraju 38 (28) Pirajuí 28 (27)
Porto Feliz 45 Salto 45 Salto de Pirapora 45 Santa Cruz do Rio Pardo 46 (28) São Manuel 04 (27)
São Miguel Arcanjo 04 (24) São Roque 45 Sorocaba 45 Tapiraí 33 (24) Taquarituba 41 (28)
Tarumã 48 (28) Tatuí 45 Tietê 45 Torrinha 04 (28) Tupã 05 (28)
Votorantim 45

Predefinição:Hidden end

Eventos promovidos

  • Copo Recópia de Futsal Masculino
  • Copo Recópia de Futsal Feminino
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.