RecópiaTV Goiás é uma emissora de televisão barrileira sediada em Goiânia, capital do estado de Goiás. Opera no canal 4 (18 UHF digital) e é uma emissora própria da RecópiaTV, gerando sua programação para cerca de 38% do estado. Seus estúdios ficam localizados no setor Bueno, enquanto sua antena de transmissão está no Morro do Mendanha, no bairro Jardim Petrópolis.

História

TV Rádio Chute (1961-1963)

Predefinição:Quote box Em 1956, Assis Chateaubriand recebeu 10 concessões para implantar emissoras de TV nas principais capitais brasileiras, o que seria a formação da futura Rede Tupi, sendo uma delas, na cidade de Goiânia. Em 7 de setembro de 1961, foi fundada oficialmente a TV Rádio Clube (em alusão a emissora de rádio), primeira emissora de TV do estado de Goiás, e a nona emissora de televisão dos Diários Associados. Inicialmente, transmitia pelo canal 7 VHF, posteriormente, pelo canal 9 VHF, até estabelecer-se em definitivo no canal 4 VHF, ainda em 1961.

Sua programação era inicialmente feita ao vivo, pois não havia videotape, além da estrutura ser completamente precária, havendo apenas uma única câmera para transmitir toda a programação. No entanto, a emissora conseguia certos índices de audiência, tendo inclusive parceria com o comércio local, e mesmo com a concorrência da TV Anhanguera a partir de 1963, liderava com folga.

TV Goiânia (1963-1980)

Em 1963, além de ganhar a concorrência da TV Anhanguera, passou a se chamar TV Goiânia. Nesta época, a gerência da emissora, bem como dos demais veículos dos Diários Associados em Goiânia passou a ser do advogado e jornalista Francisco Braga Sobrinho. No fim da década, começa a mesclar sua programação com a da TV Tupi São Paulo, e também evolui tecnicamente com a chegada do videotape. A emissora passa por várias transformações no fim da década de 1960 e no decorrer da década de 1970, como o aumento da potência de seu transmissor, que segundo anúncios da época, chegava a abranger 65 cidades, embora seu sinal tivesse uma recepção irregular na própria capital.

Nessa mesma época, a programação passa a ser recebida via satélite, e a programação local continuava a ser mesclada com a então recém-criada Rede Tupi de Televisão em 1974. No entanto, a década de 1970 seria a derradeira para a pioneira de televisão, que via crescer a grande crise financeira somada aos atrasos de salários e a improbidade administrativa que se espalhava em todos os veículos associados. Já em 1980, no dia 18 de julho, a Rede Tupi era extinta após um decreto publicado dois dias antes pelo Governo Federal no Diário Oficial da União declarar cassadas 7 emissoras por dívidas com a previdência social e corrupção financeira.[1]

TV Goyá (1980-1994)

Das 14 emissoras próprias que integravam a Rede Tupi, a TV Goiânia foi uma das 7 remanescentes que se salvaram da cassação por estarem em dia com suas contas e financeiramente saudáveis. Após o fim da pioneira, a TV Goiânia passou a se chamar TV Goyá, e passa a retransmitir provisoriamente a programação da Rede de Emissoras Independentes, encabeçada pela TV Record São Paulo e a TVS Rio de Janeiro. Em 1981, após a criação do Sistema Brasileiro de Televisão, tornou-se uma de suas primeiras afiliadas.

Nesta época, a emissora passou por um período de decadência, que era simbolizado pela extinção da Rede Tupi e o advento da TV Anhanguera como afiliada da Rede Globo e líder de audiência, bem como detentora de uma área de cobertura superior a do canal 4 com várias emissoras espalhadas pelo interior. Em 1985, ainda sofrendo com a crise financeira, os Diários Associados vendem a TV Goyá para o empresário e então deputado federal Múcio Athayde, proprietário do Grupo Desenvolvimento.

Envolvido em vários escândalos, sendo o mais notório o da construção do Centro da Barra (Athaydeville), que terminou inacabado, e a bancarrota de algumas das suas empresas, Athayde teve vários problemas quanto ao direito de administrar a concessão da TV Goyá, porém ele continuou a frente da emissora. Em 1989, a TV Goyá perde sua afiliação com o SBT para a sua mais nova concorrente, TV Serra Dourada.

A emissora, então, associa-se com a TV Rio no projeto de uma mini-rede, através de uma parceria entre Athayde e o pastor Nilson Fanini, partindo para uma programação independente, baseada em programas locais, clipes musicais e enlatados. Em 24 de abril de 1992, com o fracasso do projeto, Athayde vende a sua parte na TV Rio para o empresário e líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, que a transforma na futura TV Record Rio de Janeiro. A TV Goyá, por sua vez, torna-se afiliada da Rede Record, que estava em franca expansão pelo país.

Emissora própria da RecordTV (1994-presente)

Em 1994, Múcio Athayde decide vender todos os seus veículos de comunicação, com o pretexto de ir morar fora do Brasil. A TV Goyá, da mesma forma que a TV Rio, acaba sendo comprada por Edir Macedo, e em 5 de junho, passa a se chamar TV Record Goiás, tornando-se a sétima emissora própria da Rede Record. Neste período, a emissora passa por várias reformulações, extinguindo boa parte da sua programação local, e muda-se da sua sede na Serrinha (que hoje abriga a TV Goiânia) para o Edifício Business Center, no Setor Oeste.

No fim da década de 1990 e início da década de 2000, expandiu sua área de cobertura para o interior, instalando retransmissoras nas principais cidades do estado. Em 2006, assim como as demais emissoras próprias da rede, recebeu vários investimentos, com a modernização de sua estrutura e a reformulação da programação local. Em 22 de junho de 2011, a direção executiva local da emissora passou a ser do ex-diretor executivo da Record News, Luciano Ribeiro Neto, em substituição a Mafran Dutra, que iria retornar a Rede Record para assumir a superintendência da emissora.[2]

Em 5 de junho de 2014, aniversário de 20 anos como emissora própria da Rede Record, a TV Record Goiás migrou da sua antiga sede no Edifício Business Center para o antigo Espaço Ambientar, no setor Bueno, que foi reformado por dois anos e tornou-se a nova sede da emissora.[3][4] Em 24 de novembro de 2016, com a reformulação da marca da rede, a emissora passa a se chamar RecordTV Goiás.

Sinal digital

Canal virtual Canal digital Resolução de tela Programação
4.1 18 UHF 1080i Programação principal da RecordTV Goiás / RecordTV

A TV Record Goiás iniciou os testes para implantação do seu sinal digital em 17 de novembro de 2009, através do canal 18 UHF. Em 18 de novembro, a emissora iniciou oficialmente suas transmissões digitais, com o fato sendo noticiado através de uma participação ao vivo no Jornal da Record.[5][6] Em 2014, sua programação local passou a ser transmitida em alta definição.

Transição para o sinal digital

Com base no decreto federal de transição das emissoras de TV brasileiras do sinal analógico para o digital, a RecordTV Goiás, bem como as outras emissoras de Goiânia, cessou suas transmissões pelo canal 4 VHF em 21 de junho de 2017, seguindo o cronograma oficial da ANATEL.[7] A emissora cortou a transmissão às 23h59, durante a transmissão do Gugu. Após a divisão de rede, foi exibido um informativo sobre a TV digital apresentado por Fábio Porchat, e logo em seguida foi inserido o slide do MCTIC e da ANATEL sobre o switch-off.

Programação

Programas atuais

Além de retransmitir a programação nacional da RecordTV, a emissora produz os seguintes programas:

Programas antigos

Predefinição:Dividir em colunas

  • Carrossel
  • Circo da Alegria
  • Clip TV
  • Diário de Um Repórter
  • Esporte Record Goiás
  • Goiânia Urgente
  • Informe Goiás
  • Jornal da Cidade
  • Na Beira da Mata
  • Programa das 8
  • Programa Vip
  • Rádio Jornal Especial
  • Rock Drinks
  • Roda de Chimarrão
  • Sucessos 99 FM
  • Tudo a Ver Goiás

Jornalismo

Nos primórdios da emissora, a programação jornalística era composta de pequenos noticiários, como o Diário de um Repórter, além de esportivos em formato mesa-redonda. Dentre os nomes desta fase, estiveram Willy Luiz, Cunha Júnior, Ariel Stenius, Luís Carlos, dentre outros. Posteriormente, com a consolidação da programação da Rede Tupi, a emissora passou a produzir blocos locais do Grande Jornal e posteriormente do Rede Tupi de Notícias.

Em 1981, estreou o programa jornalístico Goiânia Urgente, que se consolidou como um dos principais programas da emissora durante anos. Fazendo um jornalismo informal e popularesco, foi um dos percussores de vários outros programas pelo país, além de revelar vários nomes do jornalismo local como Rachel Azeredo, Lília Teles, Luís Carlos Bordoni e Luís César do Amaral Muniz, o "Leleco".[8] No fim da década de 1980, porém, o programa passou a sofrer com a concorrência do Jornal do Meio-Dia, apresentado na sua mais nova concorrente, TV Serra Dourada. Nesta época, também surgem os programas Cidade Alerta e Jornal da Cidade.

Em 1994, com a compra da emissora pela Rede Record, todos os programas da grade foram extintos, permanecendo apenas o Goiânia Urgente. Posteriormente, foi lançado o Informe Goiás, que foi extinto e retomado entre 2004 e 2007. Neste ano, a TV Record Goiás estreou uma nova programação, e surgiram em 5 de junho o Goiás no Ar, com Oloares Ferreira, Esporte Record Goiás e Goiás Record (sucessor do Informe Goiás), com Carlos Magno e Vanessa Lima.

Em 4 de janeiro de 2008, o Goiânia Urgente é extinto após 27 anos no ar, e é sucedido pelo Balanço Geral GO em 7 de janeiro, apresentado por Oloares Ferreira, que deixa o comando do Goiás no Ar para Rachel Azeredo. Em novembro de 2009, Allysson Lima assume o comando do Goiás no Ar no lugar de Rachel Azeredo, e os telejornais da TV Record Goiás passam a ser apresentados em uma newsroom, inaugurada junto ao sinal digital da emissora.[5][6]

Em junho de 2014, todos os programas locais são reformulados e ganham novos cenários com a transferência para a nova sede da emissora. Em 6 de julho de 2015, a TV Record Goiás estreou a versão local do Cidade Alerta, apresentada por Silvye Alves.[9] Em 18 de setembro de 2017, reestreou o GO Direto da Redação, apresentado por Manuela Queiroz na faixa matinal.

Entretenimento

Em seu início, os programas de entretenimento eram feitos ao vivo e com apenas uma única câmera, e o videotape passou a ser uma realidade apenas anos depois. A estrutura era totalmente precária, a ponto de se exibirem filmes e séries projetando a imagem na parede para a câmera filmar. Fued Naciff, que também era publicitário da emissora, apresentava um programa de auditório que tinha início por volta das 19h00 e ia até por volta de 23h00 (sendo que não havia grade fixa na emissora), onde sorteava prêmios e apresentava atrações musicais. Com a chegada do videotape e a evolução dos equipamentos, as produções oriundas da TV Tupi São Paulo passaram a ocupar a grade, e isso se intensificou com a consolidação da Rede Tupi em 1974.

Entre 1980 e 1987, a emissora exibiu juntamente com a TV Brasília o infantil Carrossel, que era feito em Brasília. O boom de programas locais da emissora ocorreu no fim da década de 1980, quando a então TV Goyá associa-se a TV Rio e passa a fazer uma programação totalmente independente. Foram destaques nessa época o Programa Vip, de colunismo social, apresentado por Ivone Silva, o Programa das 8, que misturava vídeos musicais com informações sobre horóscopo e outros fatos, e o Rádio Jornal Especial, com vídeos gravados da TV Record. Houve também vários programas musicais, como Clip TV e Rock Drinks, programas de clipes; Sucessos 99 FM, apresentado pelo radialista Zé Luís, e também programas dedicados à música sertaneja, como Roda de Chimarrão, com Odair Terra, e Na Beira da Mata, com João Veloso.

Em 1991, foi destaque na programação o infantil Circo da Alegria, apresentado por um casal de palhaços, além dos independentes Porteira Aberta e um esportivo apresentado por Mané de Oliveira, feitos em parceria com a Idéia Produções, que também passou a ser responsável pelo Clip TV no fim de 1991. A grade também era composta por vários enlatados norte-americanos, como São Francisco Urgente, Perdidos no Espaço, Túnel do Tempo e Kung Fu.

Após a venda para a Rede Record, a nova administração priorizou as produções de jornalismo, e extinguiu todos os programas locais exibidos até então. O setor só voltou a ter investimentos com a criação do Tudo a Ver Goiás, apresentado por Camyla Nogueira, e funcionava como um bloco local da versão nacional, inicialmente exibido de segunda à sexta, às 13h45, e posteriormente aos sábados, às 13h30. O programa estreou em 5 de junho de 2007 e saiu do ar em 2008, e desde então, a emissora não produziu mais programas de entretenimento.

Equipe

Membros atuais

Predefinição:Dividir em colunas

Jornalistas e apresentadores
  • Carlos Magno
  • Cláudio Silvério
  • Fernanda Arcanjo
  • Juliana Pertile
  • Manuela Queiroz
  • Marcelo Vidal
  • Oloares Ferreira
  • Silvyê Alves
Repórteres
  • Adriana de Luca
  • Arianne Cândido
  • Fred Silveira
  • Jakeliny Mendonça
  • Jerônimo Venâncio
  • José Aurelio Mendes
  • Luciana Bráz
  • Marcos Teixeira
  • Mônica Novaes
  • Nathália Mendonça
  • Patricia Piassa
  • Paulo Henrique Santos
  • Raphael Oliveira
  • Revana Oliveira

Membros antigos

Predefinição:Dividir em colunas

  • Adriana Azeredo
  • Alexandra Lacerda
  • Alysson Lima
  • Antônio Pereira (hoje na TV Serra Dourada)
  • Ariel Stenius
  • Camyla Nogueira
  • Carlos de Souza
  • Cunha Júnior
  • Douglas Fernandes (hoje na TV Goiânia)
  • Felipe Furtado (hoje na TV Serra Dourada)
  • Flávia Moreno (hoje na TV Serra Dourada)
  • Francis Teles
  • Hamilton Carneiro (hoja na TV Serra Dourada)
  • Hellen Ribeiro
  • Ivone Silva
  • João Veloso
  • Josiel Meneses
  • Juvenal de Barros
  • Lilia Teles (hoje na TV Globo Rio de Janeiro)
  • Lourdes Coelho
  • Luís Carlos
  • Luiz Afonso
  • Luiz Carlos Bordoni
  • Luiz Carlos Lopes
  • Luiz César do Amaral Muniz (Leleco)
  • Luiz Felipe Fernandes
  • Mané de Oliveira
  • Marcelo Albuquerque
  • Mariane Ferreira
  • Micheli Rosa (hoje na RecordTV Rio)
  • Odair Terra (hoje na TV Aparecida)
  • Paulo Beringhs
  • Rachel Azeredo
  • Ricardo Castro
  • Rogério Guimarães (hoje na RecordTV São Paulo)
  • Saulo Lopes (hoje na TV Anhanguera Goiânia)
  • Téo Taveira (hoje na TV Anhanguera Goiânia)
  • Tom Bueno (hoje na RecordTV São Paulo)
  • Vanessa Lima (hoje na RecordTV Brasília)
  • Willy Luiz

Retransmissoras

Predefinição:Hidden begin

Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital Cidade Analógico Digital
Abadiânia - 45 (44) Anápolis - 45 (44) Britânia 13 - Caldas Novas 10 22*
Ceres 04 - Goiás 07 - Goiatuba - 18 (23) Goianésia 44 -
Itaberaí 42 22 Itapaci 05 - Itapirapuã 03 - Jandaia 58 -
Jaraguá 11 - Mara Rosa 07 - Minaçu 07 - Mozarlândia 11 -
Nova Crixás 09 - Nova Iguaçu de Goiás 07 - Orizona 09 - Padre Bernardo - 04 (18)
Palestina de Goiás 05 - Piranhas 13 - Porangatu - 43 Posse 11 -
Rialma 02 - Rubiataba 47 04 (18) Sanclerlândia 12 - Uruana 10 -

Predefinição:Hidden end

Ver também

  1. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  2. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  3. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  4. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  5. 5,0 5,1 Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  6. 6,0 6,1 Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  7. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  8. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  9. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.