Gans Bonner - Gans Bonner
[[Imagem:
Arquivo:GansBonner.png

Gans e seu computador 1812.

|200px|]]

Trabalha desde1976
Veio de qual País Paraguai


A vinda para o Brasil

Tudo começou em 1975, quando Pedro Penelopes criou o encerramento polemico da Cover. As letras amarelas e fundo vermelho(em homenagem ao Super Homem) lembravam as cores da União Soviética, fazendo com que a ditadura exilasse Pedro Penelopes. A Salt Cover então chamou Gans Bonner, e ele, em parceria com Delfin Producciones, impediu que o departamento de computação gráfica da Salt Cover falisse.

O Sucesso

Arquivo:Banal83.jpg

O maior trabalho de Gans, a abertura do Banal de 83.

Em 1982, comendo sanduíche, Gans teve a idéia de fatiar objetos quando viu o Sandwichman cortando uns negócios. Então, ele usou uma tecnologia de ultima 1ª linha e criou sua obra prima. Desde então, ninguémo mundo quis Gans como designer de suas emissoras.

Gans é o cara

Arquivo:Diretas já.jpg

Clássico logotipo das Diretas Já.

Desde então, Gans criou logos pra tudo, até mesmo para as Diretas Já. Nos anos 80, suas superfícies metalizadas, bem polidas, envernizadas, laqueadas e de todas as cores possíveis eram as mais modernas. Gans foi a revolução da tv.

Gans é Banal

Em 1987, Gans criou mais uma abertura para o Banal. Agora, usando maquetes de lugares famosos do mundo, como Hollywood. E escolheu modelos bonitas, como Ribadora Iseiro, para dançar nesses lugares. Com a ajuda do Chroma Key, Gans botou essas modelos nos lugares. Mais uma titica obra prima concluída!

Gans hoje é uma m****

Gans atualmente ainda é o designer. Cria aberturas de novelas como Tapa Nakara e de programas como La Garantia Soy Jô. Um de seus trabalhos mais recentes é a nova abertura do Banal, com imagens projetadas no logo do programa.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.