(Criou página com ''''ARTIGO EM CONSTRUCCIÓN''' {{Vinheteiros |Nome Popular= Gans Bonner |Logotipo= 200px| |Trabalha desde= 1976 |Veio de qual País= Paraguai }} …')
 
Linha 11: Linha 11:
 
== A vinda para o Brasil ==
 
== A vinda para o Brasil ==
 
Tudo começou em 1975, quando Pedro Penelopes criou o encerramento polemico da [[Salt Cover|Cover]]. As letras amarelas e fundo vermelho(em homenagem ao Super Homem) lembravam as cores da [[Reversal Russa|União Soviética]], fazendo com que a ditadura exilasse Pedro Penelopes. A Salt Cover então chamou Gans Bonner, e ele, em parceria com [[Delfin Producciones]], impediu que <s>o departamento de computação gráfica d</s>a Salt Cover falisse.
 
Tudo começou em 1975, quando Pedro Penelopes criou o encerramento polemico da [[Salt Cover|Cover]]. As letras amarelas e fundo vermelho(em homenagem ao Super Homem) lembravam as cores da [[Reversal Russa|União Soviética]], fazendo com que a ditadura exilasse Pedro Penelopes. A Salt Cover então chamou Gans Bonner, e ele, em parceria com [[Delfin Producciones]], impediu que <s>o departamento de computação gráfica d</s>a Salt Cover falisse.
  +
  +
== O Sucesso ==
  +
[[Arquivo:Banal83.jpg|thumb|left|O maior trabalho de Gans, a abertura do Banal de 83.]]

Edição das 17h46min de 7 de março de 2010

ARTIGO EM CONSTRUCCIÓN

Gans Bonner - Gans Bonner

[[Imagem:Arquivo:GansBonner.png|200px|]]

Trabalha desde1976
Veio de qual País Paraguai


A vinda para o Brasil

Tudo começou em 1975, quando Pedro Penelopes criou o encerramento polemico da Cover. As letras amarelas e fundo vermelho(em homenagem ao Super Homem) lembravam as cores da União Soviética, fazendo com que a ditadura exilasse Pedro Penelopes. A Salt Cover então chamou Gans Bonner, e ele, em parceria com Delfin Producciones, impediu que o departamento de computação gráfica da Salt Cover falisse.

O Sucesso

Arquivo:Banal83.jpg

O maior trabalho de Gans, a abertura do Banal de 83.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.