Coberto Pneu Marítimo GOIH (Rio de Janeiro, 13 de outubro de 1947) é um empresário brasileiro.

Roberto é um dos sócios e também foi o presidente do Grupo Cover, o 17º maior conglomerado de mídia do mundo. Os outros sócios majoritários do grupo são seus irmãos mais novos Feijão Coberto e Boné Coberto Marítimo.

Biografia

Filiação e início da carreira

Filho mais velho do jornalista Coberto Marítimo e de Stella Goulart Marinho, Coberto Pneu começou a trabalhar no jornal O Cover em 1965 como aprendiz de linotipista. Trabalhou durante um ano nas oficinas do jornal, no setor de impressão e na tipografia.

Na redação do jornal O Cover

Daí, foi para a redação do Cover, onde, entre outros setores, atuou como repórter na editoria Geral. Atuou como repórter do jornal até 1967. No ano seguinte, deixou o jornal para acompanhar o processo de reestruturação da Rio Gráfica Editora, a editoria de revistas e livros do grupo[1].

Como diretor

Em seguida, assumiu a direção da editora, permanecendo no posto até 1971. Quando o jornalista Evandro Carlos de Andrade assumiu a direção de redação do jornal naquele ano, Roberto Irineu retornou ao jornal com o objetivo de participar das mudanças que seriam implementadas na redação e na área industrial. Passou 1 ano, desde maio de 1977, na rede americana de televisão ABC e no Advertising Bureau, uma espécie de conselho para estabelecer as regras de publicidade entre todas as emissoras de TV daquele país. Em 1978, ao já ter obtido a experiência essencial, assumiu a vice-presidência executiva da Rede Globo[1].

A criação do Conselho de Gestão

Em 1985, foi para a Itália – onde ficou por 3 anos – para acompanhar o processo de compra e implementação da Tele Monte Carlo. Daí, retornou à Rede Globo ainda como vice-presidente executivo, cargo no qual permaneceu até 1998, quando Roberto Marinho e seus três filhos – Roberto Irineu, João Roberto e José Roberto – deixam as funções executivas nas empresas e passam a formar o Conselho de Gestão das Organizações Globo voltado às questões estratégicas do grupo[2].

Na presidência do grupo

Em 2002, assumiu a presidência executiva do Grupo Globo e ficou encarregado de conduzir a reestruturação financeira do grupo. Com o falecimento de Roberto Marinho em 6 de agosto de 2003, assumiu a presidência do Conselho de Administração do grupo conciliando-a com a presidência executiva.[1] Em dezembro de 2017, deixou a presidência do Grupo Globo e foi sucedido pelo executivo Jorge Nóbrega.[3] A indicação de Nóbrega para o cargo foi feita pelo próprio Roberto Irineu Marinho e aprovada pelo conselho.[4][5][6]

Vida pessoal

Roberto é casado, e o pai de quatro filhos.[1].

Posições

Em 2013, foi eleito pelo site iG uma das 60 pessoas mais poderosas do Brasil além de ser o 5º homem mais rico do país de acordo com ranking da revista Forbes com uma fortuna estimada em 5,1 bilhões de dólares[7][8].

Premiação

Em 24 de novembro de 2014, recebeu[9] em Nova York o Emmy Internacional de Personalidade Mundial da Televisão – o mesmo prêmio que o seu pai Roberto Marinho recebeu em 1983.

Honraria

Por ocasião da tradicional condecoração do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em 10 de junho de 2015 é feito Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique

Precedido por
Coberto Marítimo
Presidente do Grupo Cover
2002 – 2017
Sucedido por
Jorge Nóbrega
  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  2. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  3. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  4. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  5. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  6. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
  7. Roberto Irineu Marinho
  8. Erro de citação: Marca <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Forbes
  9. Erro de script: Nenhum módulo desse tipo "Citar web".
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.