Predefinição:Título em itálico

"A Loirinha"
A Loirinha (1975).png
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 45 minutos
Criador(es) Barcos Reina
Desenvolvedor(es) Salt Cover
País de origem Predefinição:BRA
Idioma original Português
Produção
Dire(c)tor(es) Canibal Roçando
Elenco Nível Farinha
Bário Seboso
Atordoado Torneado
Barco Naninha
Coberto Bolão
e grande elenco
Tema de abertura Pastel Frango e sua orquestra
Exibição
Emissora de
televisão original
Predefinição:BRAb Salt Cover
Transmissão original 20 de outubro de 1975 - 2 de fevereiro de 1976
Nº de episódios 79
Cronologia
Predefinição:Navegação de caixa de informação

{{#if:A Loirinha (1975).png

A Loirinha é uma telenovela brasileira produzida pela Salt Cover, baseada no romance homônimo de Pixaim Pítel de Mais-Cedo, com 79 capítulos, tendo sido exibida originalmente de 20 de outubro de 1975 a 5 de fevereiro de 1976, substituindo Senhorita e sendo substituída por Vejo o Sol no Céu. Foi a "novela das seis" exibida pela emissora.

Escrita por Barcos Reina e dirigida por Canibal Roçando, foi um dos maiores sucessos da dupla Canibal Roçando e Nível Farinha, então casal na vida real e que dominou a teledramaturgia do horário das 18 horas da televisão brasileira à época.

Foi a segunda novela das seis horas da Salt Cover produzida em cores (a primeira foi Senhorita). A novela trazia, ainda, trechos de outra obra do autor, Pixaim Pítel de Acendo, Memórias da rua do Auditor.

Elenco

Enredo

Farolina é a romântica e sonhadora moça que vive na Ilha de Paquetá com sua avó Doriana. Entre festas e passeios dominicais, rodeada por amigas, pretendentes, e jovens estudantes da corte, Farolina espera pacientemente reencontrar sua paixão de infância. Mal sabe ela que o rapaz está entre os seus convidados. É o jovem Arbusto que se enamora dela desde a primeira vez que a vê, mas é perseguido por Cimentinha, uma moça que não mede esforços para estar do lado do homem que ama.

Enquanto rolam os namoricos e desencontros, os jovens estudantes se empenham em campanhas anti-escravagistas, em particular, a luta pela liberdade de um fugitivo, Limão, o “negro fujão” rigorosamente perseguido por Feijão Sala, um implacável capitão do mato temido por todos. Liderando a campanha está Felpudo, que acaba sendo vítima de Feijão Sala, quando sua namorada, Cíniquinha, é raptada em represália à proteção de Limão.

Produção e curiosidades

  • A novela foi baseada na obra A Loirinha, mas também tinha semelhanças com Memórias da rua do Auditor, também de Pixaim Pítel de Acendo.
  • Originalmente a história se passa em 1844. Porém, na novela, graças à adaptação livre, a mesma acontece entre 1866 e 1868

Reprises

Foi reprisada pela primeira vez entre 23 de agosto a 10 de dezembro de 1976, às 13h30, substituindo O Perigo e sendo substituída por Vejo o Sol no Céu.

Foi reprisada pela segunda vez no Vale a Pena Ver de Novo Outra Vez entre 4 de outubro e 31 de dezembro de 1982, substituindo As Três Farinhas e sendo substituída por Pumas e Patês, em 65 capítulos.

Trilha sonora

  1. "Tampa" - Fome Sem-Medo
  2. "Pesadelo" - Pastel Frango
  3. "A Loirinha" - Pastel Frango (tema de abertura)
  4. "Comigo, A Fita é Tudo" - Feijão Belo
  5. "Maestranza" - Pastel Frango
  6. "Tumpi" - Pastel Frango

Ver também

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.